quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Re-significando o passado-passado, mas não perdido!



Por: Marcio Alves


Além de termos o poder de resgatar o nosso passado, vivendo-o através das memórias, ainda nos resta um poder maior, a saber:


De re-significar o nosso passado-passado, mas não perdido!


Acredito que esse conceito se encontra em Paul Tillich.


O nosso passado, ao contrario do que muitas pessoas pensam, não está totalmente petrificado, fechado para mudanças.


Ele não é imexível!


Podemos mudar o nosso passado, dando através dele e para ele, um novo significado para o nosso presente.


Redirecionando e redimensionado o nosso presente a parti das experiências do passado.


Ou seja, aprendendo com as experiências que tivemos em nosso passado, podemos tomar novos rumos.


Circunstancias que hoje vivemos talvez não se vivesse, se antes, não tivéssemos vivido-as no passado.


A vida realmente é uma escola, e isto não é um chavão!


Vivemos o presente, olhando e mirando no futuro, lutando para se alcançar o nosso alvo, mas sem esquecer também de olhar para o nosso passado, de onde tiramos aprendizados que dará significado ao nosso presente.


Exemplificando – como ex-professor de escola dominical, gosto de usar exemplos para explicar conceitos – é mais ou menos assim:


O rapaz por nome “A” foi no passado um viciado em drogas, no presente ele pode re-significar o seu passado, digamos “negro”, usando sua experiência dramática de drogado, para ajudar pessoas nas mesmas situações dele de outrora.


Ou seja, ele voltou ao passado e conseguiu através dele redirecionar o seu presente, dando vida a sua experiência ruim. Ajudando pessoas a saírem do mundo das drogas, pela sua experiência, acabou de transformar o seu passado outrora maldito, em benção.


O que o rapaz fez com o seu passado?


Ele não mudou as circunstancias, mas mudou o significado, dando sentido a uma situação passada e morta.


Portanto, como seres humanos de carne e sentimentos, frágeis e vulneráveis, temos necessidades subjetivas na nossa interioridade de vez ou outra, voltarmos ao passado, como um exercício nostálgico de deleite e ao mesmo tempo de profunda melancolia, de resgatarmos através das lembranças do nosso subconsciente, momentos, lugares e pessoas que nos foram especiais.


Porém, o mais poderoso significado e relevância é o de dar sentindo, razão e significado ao nosso presente, nos espelhando – seja para repetir algumas atitudes ou de não fazer algumas atitudes – no nosso passado já passado, mas vivenciado nas nossas mentes e atitudes.


Portanto passado é passado, e não volta mais!


Mas as experiências vividas nos darão o chão do presente, e nos empurrará para enfrentar o futuro.



Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém.

96 comentários:

  1. Ufa corri e cosegui chegar á tempo, ainda bem que esta postagem foi escrita pelo Marcio se não correria o risco dele comentar primeiro, ainda que eu não duvide que ele já está elaborando um comentario para sua própria escrita. rsrsrs. O muleque fominha. Mais não foi desta vez lero,lero, cheguei primeiro kkkkk.

    Em termos de passado, existem pessoas que por errrem muito no seu passado, cometem outro grande erro no presente.

    É nos filhos que vão canalizar todas as suas expectativas. Naquilo que pensam estarem protegendo seus filhos dos erros, erram ensinado-os que tudo é errado. Mais se eu não errar como irei aprender e em outra situação vir acertar. Errar e acertar faz parte da vida é o que chamo de amadurecimento.

    Os erros do passado se bem compreendidos, me servirão de alerta para novas tentativas e os acertos serão consequencias das tentativas.

    Não nos privemos dos erros, não deixemos que o passado seja um eterno fantasma, mais sim um sinal que vivemos toda plenitude da vida.

    Forte abraço.

    ResponderExcluir
  2. Você tem razão meu amigo Jair.
    O meu grande problema de colocar postagem, é justamente isto, o de ficar morrendo de vontade de comentar o meu próprio texto, pois o texto que eu coloco, quando coloco, me dá varias outras percepções que na hora em que escrevo, não me vieram a minha mente pensante.


    Mas vou resistir, e ceder espaço para que outros comentem suas percepções......


    Abraços do fominho. rsrsrrsrsrsrs

    ResponderExcluir
  3. E Aí Marcio!
    Como conciliar o texto com aquilo que a Bíblia diz: Deixar as coisas que para traz ficam, prosigo para o alvo?
    Lembrar do passado é uma faca de dois gumes, sabe porque?
    Podemos também abrir feridas e lembranças que podem influenciar negativamente o nosso presente. Por isso, emocionalmente é um caminho perigoso.

    Um abraço no presente, com esperança para o futuro

    ResponderExcluir
  4. Wagner quer saber de uma coisa......vai cagar. Rsrsrsrsrs


    Pensa que todos nós não descolamos o seu esquema?


    Você entra no blog dos outros só para criticar seu critico historico-biblista.


    Não importa o que escravamos, tu sempre vai arrumar alguma coisa para criticar, até esse magnifico ensaio do “passado-passado mas não não perdido” – modestia a parte. Rsrsrsrsrsrs


    Portanto, tente equilibrar, uma hora com critica, outra com um simples comentário.


    Abraços do passado-passado.

    ResponderExcluir
  5. Mas tudo bem Wagner, assim que tiver um tempinho (pois estou trabalhando aqui no meu serviço) eu respondo o seu argumento.

    Mas que tu es tais sendo mais chato do que o cara mais chato da blogosfera (Eu. rsrsrs) isto sim heim!!!

    Fala a verdade vai!!!

    Tu estais fazendo como vigança contra mi, só para descontar o que fiz com você. rssrsrs

    Abraços e mais tarde eu volto para "debater" com você

    ResponderExcluir
  6. Caro Marcio

    O passado não nos deixa nunca. O presente já foi passado, e reverbera em nós como um eco de algo que não nos é estranho.

    Não construímos o presente apenas reformulamos o passado com outras vestes ou outras roupagens, como muito bem fala esses dois versos, reproduzidos abaixo, de uma poesia que fiz há alguns anos:


    A voz de muitos está no meu grito,
    Pois em mim tudo foi repassado.
    E nas dores que me deixam aflito,
    Não estou só, nem abandonado,
    Até os gemidos que emito no ar,
    Expressam dores dos antepassados.


    Cada riso, lágrima ou pranto,
    São expressões que vem lá de trás.
    Se repetem a maneira de um rito,
    Estes ecos, esta voz, estes ais.
    E me queima com ferro e fogo,
    Evocando os meus ancestrais.


    Abçs,

    Levi B. Santos

    ResponderExcluir
  7. É isso ai Jair, da um jeito nesse cara que ele acaba contaminado a gente com essa vontade louca de comentar. Eu já estou com os dedos doendo, e acho que deveríamos estabelecer um dia de sábado na blogfera herética aonde ninguém posta ou comenta nada, para cada um poder descansar, não agüento mais ter que comentar todo dia esses postes fuleiras, rsrsrs.

    Falar em descansar cadê o mausedito do Eduardo que não aparece em lugar nenhum estou com saudades daquele cara, (ta bom é mentira, só quero os comentários dele no meu blog para fazer volume).

    É Marcio o seu passado criminoso nos púlpitos evangélicos te rendeu uma boa lição de vida, pois nunca mais você irá assassinar as pessoas com suas rajadas de glorias. Desta sua infâmia experiência como pregador pentecostal você pode criar uma ONG para ajudar aqueles que ainda são viciados nessa droga.

    ResponderExcluir
  8. Meu amigo Márcio
    Não foi uma crítica, foi só uma pergunta.
    Vou te ajudar.
    Davi quando estava velho e sem condições de lutar sofreu uma perseguição, onde os seus inimigos estavam tramando contra ele.
    Sabe o que ele fez?
    Ele lembrou de como Deus livrou o seu povo do Egito, das guerras que o Senhor lhe deu vitória, de como ele criou todas as coisas e como ele caminhou com seu povo.

    Quando ele fez essa introspecção, chegou a conclusão que se Deus o livrou enquanto ele podia lutar, não seria agora que ele estava velho que ele seria desamparado.

    Viu, olhou para traz para acreditar que teria vitória.

    Ajudei ou não

    Um abraço lá de traz

    ResponderExcluir
  9. Marcio.
    Lembra do comentário que você fez no meu blog sobre o tema "o natural e o antinatural no evangelho"? Pois é depois você me disse que tinha um texto que havia postado anteriormente praticamente sendo a mesma idéia sobre o sermão do monte?

    Ai eu coloquei no seu texto alguns escritores que me influenciaram, e você chegou a conclusão que nós bebemos em muitas fontes iguas...rsss

    Pois é vou postar para você somente um tópico de uma mensagem que preguei sobre o texto da ceia:

    Com o tema: "Ser feliz segundo Jesus", o Gresder leu essa mensagem pois eu enviei para ele por email, só que é um pouco grande, como aliáis são quase todos os meus artigos....rsss

    Vai somente o segundo tópico da mensagem, para você ver a semelhança:

    "A vida pode ser vivida, com a consciência de que o seu passado não está petrificado, mas em aberto, dependendo de suas atitudes, Ele poderá ser re-significado"

    hahahahhahahahhah.

    E sabe quem eu cito de quem é esse comentário do fenomenal Paul Tillich, esse teólogo é amado por todos os psicólogos, pois era fera nessa duas áreas!

    hahahhahahaha
    Antes de te conhecer no blog, o Gresder já havia falado de você para min, disse tinhamos em comun alguns escritores... rssss

    Exelente o seu artigo!(Ah não dá bola para o Gresder que anda dizendo que não faço comentário no blog dos amigos hein, é que sou novato e estou aprendendo a mexer as vezes me atrapalho todo!...rsssss)
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  10. É mestre Levi não somente o nosso presente é passado, como também o futuro será, pois quando ele chegar, será presente-passado.


    Realmente a cada dia que passa, nós vamos edificando mais e mais o passado pelo presente.


    Construimos nossa “casa”(presente) em cima do chão passado.


    Abraços

    ResponderExcluir
  11. Ô Gresderzinho tu falo...falo....falo...mas não falo sobre a tematica da postagem, portanto, não considerarei este comentário como comentário da minha nova postagem, então sendo assim........pode comentar de novo esta droga de postagem. Rsrsrsrsrsrs

    Você fala de mim, mas foi você o culpado por eu esta assim, sendo um maniaco-compulsivo-comentador-blogueiro! rsrsrsrsrs

    Falar no Dusinho, conversei ontem com ele por telefone, ele me disse que agora ele se aposentou da blogosfera, por estar muito velho......me disse que esse negocio de ficar debatendo é coisa de moleque, tipo eu e você gresder. Rsrsrsrsrsrs

    Quem disse que não sou mais pregador-pentecostal-do-retete?!!!!
    Quem disse que não dou gloria??!!!
    Sou pentecostal até o tutano!!!rsrsrsrsrs

    Eu sou crente quente, não sou que nem você geladeira humana, que só das pessoas ficarem perto de você já ficam resfriados. Rsrsrsrsrsrsrs

    Oh gloria!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  12. Wagner foi só uma perguntinha capciosa, ném???!!!!
    Você esta que nem os fariseus com Jesus, pergutava pra ele, não porque queria aprender, mas porque queriam “pegar” Jesus em uma contradição!!!!!!

    Mas se for esse o seu diabolico-plano, pode parar, pois eu já reconheci que sou uma metamorfose-incoerente-paradoxal-contraditoria-teologica-filosofica-reflexiva!!!!!! Rsrsrsrsrsrsrs

    Abraços do passado, pois quando você ler este comentário já será passado!!!! rsrsrsrsrs

    ResponderExcluir
  13. Antes de tudo J. Lima, queria lembra-ló de que fiz uma pergunta (não minha, mas repassei-a, pois ela é do Padre Antonio Vieira) pra você em resposta ao seu comentario em minha postagem: “O reino dos excluídos”, espero que responda – Uma perguntinha tola do padre Antonio Vieira, fácil, fácil, fácil não é mesmo? Rsrsrsrsrs

    Quanto mais leio os seus textos, vou indentificando suas “fontes secretas”. Rsrsrsrsrss
    (E vice-versa. Rsrsrsrs)
    E também vou me indentificando com os mesmos.

    Sei que ainda é cedo para falar, mas vejo que temos muita coisa em comum.
    (Quer ver outro exemplo? Li o seu comentário no blog do Levi, em que você dizia da sua admiração pelo Pastor Ricardo gondim, inclusive disse que: “Para min o teólogo mais reflexivo e contundente da atualidade no Brasil”.
    Pois é, eu também acho isso, tanto é que a igreja que eu congrego é a Betesda, igreja ao qual ele é o presidente!
    Inclusive, li metodicamente todos os textos do seu respectivo site – levei uns 4 meses.)

    Mas agora me diga uma coisa......com todas essas nossas (digo nossas, pois tudo que li o que você escreveu até agora, eu assino em baixo) heresias, ainda tem igreja que te chama para pregar?????

    Ou são locos, ou não entenderam nada. Rsrsrsrsrsrsr

    Abraços

    ResponderExcluir
  14. ô márcio, o wagner fica citando esse teólogo chamado paulo...concordo com o maldito interesseiro do gresder: vamos estabelecer duas coisas:

    1 - um período sabático nos blogues da "confraria dos pensadores fora da gaiola" para que os nossos dedos possam descansar. Tô cheio de livro pra ler pô....

    2 - proibir definitivamente nos blogues citados, alguém se referir ao pensamento desse teólogo chamado paulo.

    Marcinho, o que eu sou hoje é resultado de todos os passos que dei, de todos livros que li, de todas as pessoas que conheci, de todas as brigas que briguei, de todos os amores que amei, de todas as lutas que lutei, e de tudo que não fiz, de tudo que não li, de tudo que não aprendi, de todos os erros que cometi.

    como é que o paulinho vem me dizer que tenho que "esquecer o passado"?????

    Se eu esquecer o meu passado eu deixo de ser o que sou. Eu me apago da história.

    Olhar para o passado e "mudá-lo" é fundamental.

    e o pior é que o waguinho barba-ungida-de-arão fica citando isso!!

    já estou pensando direito, a gata de shortinho foi embora....(vide comentário lá no gresder)

    ResponderExcluir

  15. Pelo menos ele tem um bom pastor presidente!!
    Aleluia!

    Um abraço

    ResponderExcluir
  16. Eduardinho voltou....A-L-E-L-U-I-A!!!!!!RSRSRSRS

    Não liga não Eduardo, para o Wagner, ele só quer que nós perdamos a linha........quer tirar uma onda com nossas caras.......

    Ele mesmo gostaria de dar uma surra no tal do maldito Paulo. kkkkkkkkkkkkk

    Eduardo, o Waguininho barba-de-arão-ungida, só entra nos blogs para causar.......

    Nem levo ele mais a sério.....rrsrsrsrs

    Concordo contigo, o que sou-eu-mesmo-hoje é fruto do eu-mesmo-passado.
    É uma mescla de experiencias, não dá para esquecer, pois para esquecer do nosso passado, teriamos de morrer para ele!

    Abraços do discipulo de Paulo. rsrsrs

    ResponderExcluir
  17. Wagner eu não sou que nem você......sou crente-crente daqueles crente mesmo, crente de verdade........tem até pastor!!!!!

    Agora você é um desviado-pastor ou pastor-desviado. kkkkkkkkkkkkkkkk

    Abraços convertidos. rsrs

    ResponderExcluir
  18. O Wagner é um Pastor desviado tentando desviar os desviados...rsrsrs ò eu metendo o bedelho...rsrsrs

    ResponderExcluir
  19. Na questão de Paulo é claro seu interrese por enterrar o passado, penso comigo que o espnho na sua carne era exatamente seu passado lhe acusando dos homicidios que cometeu, em nome do farisaismo.

    ResponderExcluir
  20. Tõ rindo até agora!
    A galera aqui, se ler os posts antigos e os comentários, vão ver que são contradições pensantes .. pelo menos pensantes.
    O eduardo some e dpois quando volta chama Paulo de maldito e todo mundo concorda.
    O Márcio, ajudei o cara falando de Davi, e ele me chama de desviado.
    O Jair inflênciado pelo diabo que induziu o Marcio, falou a mesma coisa.
    Pergunte a um psicólogo, se não é perigoso remoer o passado.
    Jair, o espinho na carne de Paulo provavelmente é a vista.

    1 - Ele ficou cego
    2 - Nunca estava sozinho
    3 - Não escreveu nenhuma das suas cartas
    4 - A única que ele escreveu foi Galatas, onde ele diz que escreveu com letras grandes (sintoma de problena de vista).
    5 - Em Gálatas diz: Se possível fora, os Galatas arrancariam os olhos para dar a ele.

    Se temos mais evidências a respeito da visão, deve ser a primeira opção.

    Desviados são vocês

    Um abraço de Cristão porque crente até o diabo é, e é mais do que vocês. O diabo cre e teme, vocês crêem e não temem

    se convetam!!! hahahaha

    ResponderExcluir
  21. Beleza Wagner vejo que vc é um bom professor de escola dominical, aquelas regadas pelas revistinhas da CPAD, porém a cegueira de Paulo não o impedia de relembrar o passado com dores.
    Cegueira é nos olhos ou não?

    ResponderExcluir
  22. Agora vc dizer que estou sendo influenciado pelo diabo? Coitado do diabo Maguô...rsrsrs

    ResponderExcluir
  23. Jair meu amigo
    Se você mesmo disse que Paulo queria enterrar o passado porque o seu espinho na carne era o seu passado, me explica de novo o que você está querendo dizer. Como esse passado seria um bem se ele mesmo estava enterrando?

    Outra coisa: quem disse qua Paulo estava querendo relembrar o passado? Isso disse você não ele, até porque você mesmo disse que ele queria enterrar o passado, e ele mesmo disse para deixar o passado.

    Tá meio contraditório isso

    Um abraço no presente

    ResponderExcluir
  24. Wagner
    Obrigado pela sua tentativa de me ajudar, me fornecendo respaldo bíblico, porém como você pode reparar, na utilizo, em nenhum momento, alguma passagem bíblica para apoiar minha idéia, por ser simplesmente e corajosamente; minha idéia!!!


    Agora, em relação ao debate entre você e o Jair, estou aqui de camarote, acompanhando para ver o que vai dá, morrendo de rir. Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk


    Abraços e bom debate. Rsrsrsrsrssrs

    ResponderExcluir
  25. Quem disse que eu falei sério?
    Se fosse para o Gresder
    Um abraço

    ResponderExcluir
  26. Wagner estas contradições contarditórias não vão nos levar a lugar nenhum, pois nem mesmo vc que demonstra muito conhecimento teológico afirmou qual seria o verdadeiro espinho na carne de Paulo, tentei algo mais profundo. Aliaz nem mesmo as escrituras afirmam, se eu não estiver enganado.

    ResponderExcluir
  27. Estamos fugindo do foco que é o passado inflenciando o futuro, deixemos os mortos enterrarem os mosrtos...rsrsrs

    Abraços ressurretos.

    ResponderExcluir
  28. Jair
    Um dos princípios da exegese é: Se houver um maior numero de referências sobre o assunto,essa deve ser a primeira opção.
    A Bíblia não define, a vista aparece como melhor opção.
    Não é contradição é teologia.
    Não podemos fechar qualquer assunto quando a Bíblia não fecha.

    Um abraço

    ResponderExcluir
  29. Por um lado o Marcio alem de desdobrar o assunto com suas perguntas para aumentar os comentários (to com inveja, confesso) quer que eu comente de novo.

    Por outro o Jair faz de um comentário quatro de uma vez, só para ser o primeiro a mais comentar no blog. Pô Jair, eu que pensava que você fosse um homem Honesto rsrsrs

    Wagner você sabe que Paulo não existiu, por que você fica ainda nessa...

    ResponderExcluir
  30. Paulo existiu!
    Só fez besteira.
    Você acreditaaaaaaa
    Um abraço

    ResponderExcluir
  31. Novamente Gresder, você comentou não comentando a minha postagem.......AFINAL DE CONTAS TU VAI OU NÃO COMENTAR ESSA MERDA DE POSTAGEM!!!! rsrsrsrsrsr

    ResponderExcluir
  32. Agora o Jairzão tá malandro heim Gresder??!!! rssrsrsrs

    Pegou rápidinho a malicia dos blogs......

    Pô Jair, desse jeito tu vais ser o primeirão da lista dos que mais comentam!!!!rsrsrsrsrs

    ResponderExcluir
  33. O barba-de-Arão-ungida-pentecostal, para de amolar o Jairzinho!!!

    Desse jeito tu vais espantar o Jair. rsrrsrsrsrr

    ResponderExcluir
  34. Wagner, Eduardo e Gresder

    Permita-me fazer-lhes a pergunta que fiz para o J.Lima, pergunta esta que tem a sua originalidade no Padre Antonio Vieira:

    Em nossas vidas, a perda maiores e perdas menores.

    A perda maior é aquela que perdemos e não conseguimos recuperar.

    A perda menor é aquela que perdemos e conseguimos recuperar.

    Então pergunto:
    Perde-se Deus e o tempo, qual é a maior perda??

    Aguardando respostas com argumentos heim, não vale dizer apenas um ou outro, tem que dizer dizendo o porque. rsrsrsrs

    Abraços

    ResponderExcluir
  35. Ai ai viu! Esses caras se perdem nos comentários!

    Cheguei pra acabar com todos e botar um ponto final nessas discussões descabidas que nos tranformam em detentores de nossas verdades, sabendo que o unico que detem toda a verdade acerca de tudo só pode ser um:





    EU! Rsss

    A própria bíblia nos ensina a re-significarmos nossos passados. Lembram-se que Deus ordena ao povo que celebrem a pascoa perpetuamente, passando de pai pra filho as histórias do povo que vagava pelo deserto, em busca de uma terra prometida?

    Isto nada mais é do que a maneira primitiva de re-significar o passado, não só de uma pessoa, mas de todo um povo.

    E quando o Paulinho, tenta nos ensinar que devemos deixar para trás as coisas velhas, ele também está usando desta técnica (re-significação), para lembrando-se de quem era...passasse a ser alguem diferente.

    Não se pode ser nova criatura, sem saber-se o que era antes.

    ResponderExcluir
  36. Certo Wagnão estou estupefato com seu conhecimento teologico, que tal vc me dar umas aulinhas online deixando espaço no Blog do nosso amigo?

    Aqui vamos só comentar o artigo de nosso amigo. Respeito muito suas argumentações, mais se não me engano já em outros comentarios seus, não ezatamente nesta postagem, criticando, Paulo, Moises e a própria Biblia, agora me espanta esta sua tese de direito em defesa de Paulo. Eu sou muito contraditório mesmo?

    Aconcelho-te a ler a ultima postagem do Mestre Levi Bronzeado "Das vaidades ultimas".

    Meus humildes abraços.

    ResponderExcluir
  37. Wagner apesar de concordo com você, em relação ao que seria possivel o espinho na carne de paulo, através de uma boa exesege, o que que tem o Jairzão se utilizar da mesma para dar vazâo aos seus pensamentos, fazendo uma alusão ao passado-passado de Paulo?????

    Deixa ele imaginar, criar, inventar e reinterpretar a interpretação do espinho na carna de Paulo!!!!


    Jairzão, ainda não tem não, mas se tivesse heim, você esta bem na fita.....pera ai deixa eu dar uma olhada na lista dos que mais comentam.........xiii Jair, você esta em quarto empatado com o Gresder, bem atrás mas já pertinho do Eduardo, porém, bem distante do Wagner.......caramba Wagnão você tem o dobro de comentários do Jair!!!!!!
    Jairzão você vai ter que parti os seus comentários mais vezes. rsrsrsrsrsrs

    Abraços espinhais.

    ResponderExcluir
  38. Marcio não tem como eu comentar esse texto, pois meu passado foi e é muito bonito, pois é a história de um adolescente que se apaixonou por Jesus e deixou literalmente tudo para trás. De forma que eu não tenho o passado negro religioso, onde eu tenha que re-significar, basta apenas dar o significado de que sou hoje o que plantei, daí que eu não mudei para melhor ou pior, apenas me transformei naquilo que as forças latentes de minha fé jovem me condicionaram a ser.

    Espera um pouco....

    ResponderExcluir
  39. (continuação)

    Eu não tenho culpa de que maioria de vocês tenha um passado criminoso onde o seu significado real é vergonhoso, que precisa de outro novo significado, não sou uma ameba ambulante, nem uma metamorfose pensante, sou produto das construções que empreendi desde minha completa descoberta de quem eu sou e posso ser.

    Espera mais um pouquinho......

    ResponderExcluir
  40. (continuação)

    De forma que, o meu futura será produto das coisas consciente a que me projeto ser. Nunca fui um Hipócrita, nunca fui um legalista, nunca fui um assassino, nunca fui um estrupador hediondo e nunca fui um Pregador evangélico. Assim não preciso remendar o passado, para poder seguir enfrente nesta caminhada, sou um espírito privilegiado, sou puro e sincero desde a infância, o que aconteceu comigo foi apenas que cresci.

    Espera só mais um pouco agora....

    ResponderExcluir
  41. (continuação)

    Mas como a Palavra é subjetiva, seu artigo pode servir para muitos, mas não no meu caso que sou um cara coerente, que de tão coerente que voce um espírito em contante mutação, coisa que voce acha natural, pensou que eu fosse contraditório, pois para que esta acostumado ao paradoxo, julga as coisas lógicas como ajlgo não natural e por isso voce me acusa dessa infania de eu ser um pensador paradoxal.

    Agora acho que acabou.

    ResponderExcluir
  42. Não pera ai! se a gente continuar nessa palhaçada aqui, outros novos amigos não vão querer participar, pois contraditoriamente pensamos que estamos fora da gaiola, mas se fechando num gueto. Por isso especialmente você Jair não venha apelar mais querendo me alcançar na disputa.

    ResponderExcluir
  43. Há! tem mais uma coisinha.... caramba esqueci....

    ResponderExcluir
  44. Vocês estão esculhambando a sala do meu amiguinho marcinho pô!!!!!

    Será que é difícil se ater ao tema da postagem???

    PÔ TENHO QUE DÁ ESPORRO EM TODO MUNDOOOO!!!!

    Wagner, você sem o seu passado é...NADA!!!!

    ô Gresder, meu passado não é criminoso não Ôô..
    Só é mais extenso que o seu. Mas isso é só porque você ainda é um molequinho que nem tirou as fraldas.

    E quanto à Confraria dos pensadores fora da gaiola, não é prá ser gueto, é pra ser sala de visitas.

    E tenho dito.

    ResponderExcluir
  45. A-L-E-L-U-I-A!!!!
    Finalmente Gresder você comentou a minha postagem, já estava mais que na hora.
    E pelo visto, não apenas comentou como “comentous” no plural.....que isto aqui?..........é uma disputa para ver que comenta mais?..................pode tirar o cavalinho da chuva que eu não vou dar premio para quem comentar mais......seus comentaristas-comentadores-de-comentários-compulsivos-obsessivos-maníacos-sem-fim. Kkkkkkkkkkkkkkkkk

    Como você comentou em vários comentários, vou também responder você em vários comentários........

    Vamos que o pau vai quebrar. rsrsrsrsssssssssssss

    ResponderExcluir
  46. Gresder sua fala seu maldito: “Marcio não tem como eu comentar esse texto, pois meu passado foi e é muito bonito, pois é a história de um adolescente que se apaixonou por Jesus e deixou literalmente tudo para trás. De forma que eu não tenho o passado negro religioso, onde eu tenha que re-significar, basta apenas dar o significado de que sou hoje o que plantei, daí que eu não mudei para melhor ou pior, apenas me transformei naquilo que as forças latentes de minha fé jovem me condicionaram a ser”.


    Minha resposta: Quem disse que para re-significar o passado-passado mas não petrificado, tem que ser um passado-passado já passado pelo passado negro?

    Não importa se o passado-passado é passado-passado “negro” ou passado-passado “branco” – foi você que usou esta expressão, eu só estou me utilizando para contra argumentar você, portanto se alguém aqui é preconceituoso, esse alguém é o gresder. Rsrsrsrsrsr

    Constantemente estamos a re-significar o nosso passado pelas escolhas que fazemos no presente que determinarão o nosso futuro, pois é o passado que decidirá como viveremos o presente mirando no futuro, mas nunca esquecendo o nosso passado, pois não importa se já é passado, pois passou mas é o nosso passado que foi vivido por nós, portanto carregamos subjetivamente e experiencialmente lembraças marcadas por nosso passado em nossa vida vivida no presente!

    Continua.................

    ResponderExcluir
  47. Gresder sua fala seu maldito: “Eu não tenho culpa de que maioria de vocês tenha um passado criminoso onde o seu significado real é vergonhoso, que precisa de outro novo significado, não sou uma ameba ambulante, nem uma metamorfose pensante, sou produto das construções que empreendi desde minha completa descoberta de quem eu sou e posso ser”.

    Minha resposta: Quem aqui falou de passado criminoso?
    Só utilizei de um exemplo, mas não precisa ser necessariamente criminoso para ser re-significado.

    Já que você é meio burrinho, eu vou usar um exemplo de passado bondoso que poderá ser re-significado, tanto para o mal quando para o bem:

    A Amanda, tinha sido humanitária na áfrica em seu passado, ajudando os famintos e doentes africanos, mas depois conheceu um homem pelo qual se apaixonou e se cansaram.

    Passados muitos anos, ela vai olhar para o seu passado bondoso mas já passado, e resolve re-significar o seu presente, por justamente olhar para o seu passado, abrindo ela mesma um orfanato, pelo qual, por sua experiência passada, ela pode ajudar as crianças pobres.

    O que ela fez, seu burro?? Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Foi justamente re-significar o seu passado!!!!!!!!!!!

    Continua........................

    ResponderExcluir
  48. Gresder sua fala seu maldito: “De forma que, o meu futura será produto das coisas consciente a que me projeto ser. Nunca fui um Hipócrita, nunca fui um legalista, nunca fui um assassino, nunca fui um estrupador hediondo e nunca fui um Pregador evangélico. Assim não preciso remendar o passado, para poder seguir enfrente nesta caminhada, sou um espírito privilegiado, sou puro e sincero desde a infância, o que aconteceu comigo foi apenas que cresci”

    Minha resposta: Mais o seu “futuro será produto das coisas consciente em você projeta ser”, justamente pelas experiência subjetivas do passado, seja elas PRATICADAS, VIVIDAS, PENSADAS OU DECIDIDAS, mas no entanto é passado!

    Partimos do presente para o futuro através do nosso passado.
    O passado é o nosso chão que sustenta o nosso presente!

    Até mesmo o crescer como diz você, passa por estágios vividos no PASSADO, não adiante fugir, o passado existi e nunca deixará de existir, podendo apenas ser re-siginificado!!!!!

    Continuação....................

    ResponderExcluir
  49. Gresder sua fala seu maldito: “Mas como a Palavra é subjetiva, seu artigo pode servir para muitos, mas não no meu caso que sou um cara coerente, que de tão coerente que voce um espírito em contante mutação, coisa que voce acha natural, pensou que eu fosse contraditório, pois para que esta acostumado ao paradoxo, julga as coisas lógicas como ajlgo não natural e por isso voce me acusa dessa infania de eu ser um pensador paradoxal”.

    Minha resposta: IMPOSSIVEL!!!!!
    Não dá para manter se coerente ao longo da caminhada desta vida!!!!
    Estamos em constante mutação.
    Somos metarmofose ambulantes!!!!! – inclusive VOCÊ GRESDER, você só não reconhe isso, mas é. Rsrsrsrsrsrs

    Por isto, vou colocar um comentário que fiz para o J.Lima no seu blog – maldito sejas mil vezes você gresder!! Me obrigou a colocar em comentário, aquilo que seria uma postagem minha.

    Mas o que eu não faço para contrariar você. Rsrsrsrs

    SEGUE ABAIXO MEU COMENTÁRIO FEITO NO BLOG DO J. LIMA, QUE EXPONHO A VOCÊ, CONTRARIANDO O SEU ARGUMENTO DE IMUTABILIDADE!!!!!!!!!!!


    A nossa efêmera, mas emocionante existência é um constante caminhar de desconstruções construídas e construções desconstruídas das mortes e nascenças das multiformes ao longo da vida.


    Inicia-se no ventre materno, morre-se a forma de espermatozóide, para que nasce o bebê.


    Depois, aprendemos a andar e balbuciar as primeiras palavras, morre-se a forma de bebê para dar lugar a uma criança.


    Mais tarde, morre-se a forma de criança para dar lugar a de adolescente.


    Mas diariamente muitas outras e variadas formas vão morrendo, para que muitas outras ocupem o seu lugar, pois a nossa vida não é estática, ela é dinâmica e impulsionadora do existir.


    Até mesmo nas adversidades do dia mal, das mortes de formas não compreendidas e aceitas, estamos sendo transformados.


    Acho que diante disso tudo, o nosso grande medo, não deveria ser a morte-morte, mas a morte-das-formas, pois viver é tão mais complicado e assustador do que deixar essa vida.


    Hoje o meu eu é eu mesmo, mas já amanhã, serei eu mesmo outro, nesse dinamismo de mortes e nascimentos dos muitos eu, quem será eu, daqui a muitos anos?


    Não sei e nem quero saber, pois a graça da vida, esta em viver um dia após o outro, sendo eu mesmo em cada mudança do eu.


    Vou tentar ir mais além, a morte das formas, é que traz sentido existencial para nossas vidas, pois se eu fosse eu mesmo eternamente, o meu eu estaria condenado a ser eu mesmo por toda eternidade, girando, indo e voltando no sempre eterno repetitivo eu mesmo.


    Ao mesmo tempo em que luto para perpetuar o meu eu, quero matar o eu, para que eu mesmo seja eu mesmo outro.


    Se o paraíso for real, não quero ser eu mesmo eternamente, pois isto seria uma condenação, viver eu no eu mesmo sem fim.


    Portanto, se existe vida no porvir, quero que seja a continuação desta vida em uma vida continuada pela vida do ser eu mesmo eu, mas podendo ser eu mesmo outro, mudando, renovando, perdendo, alcançando, vivendo e morrendo as formas de ser eu.


    A razão da razão de existir é a razão da razão do não existir sempre no eu mesmo, de poder escolher, criar, inventar e renovar as muitas formas de ser eu.


    Ninguém nasce condenado a ser mesmo o mesmo ser.


    Não somos o mesmo, porque a vida não é a mesma, e a vida não é a mesma, pois nós não somos o mesmo.


    Daí sermos os mesmos condenados a sermos os não mesmos enquanto se é mesmo.


    Hoje sou eu mesmo sendo o mesmo eu, mas amanhã é outro dia....................

    ResponderExcluir
  50. Gresder sua fala seu maldito: “Não pera ai! se a gente continuar nessa palhaçada aqui, outros novos amigos não vão querer participar, pois contraditoriamente pensamos que estamos fora da gaiola, mas se fechando num gueto. Por isso especialmente você Jair não venha apelar mais querendo me alcançar na disputa”.

    Minha resposta: Como bem disse o Eduardinho, nossa sala do pensamento é uma sala de visitas, para todos quantos quiserem participar se sinto a vontade.

    Vou mais além ainda – eu gosto de ir além. Rsrsrsr – o mais legal de nossos debates, é esta descotração, que gera um clima muito divertido e alegre, que com certeza atrairá mais pessoas para as nossas salas do pensamento......atraimos o jair, depois foi o Wagner, depois o J.Lima, kadu, entre muitos outros que ainda virão, pois teologia se faz também brincando e com muito bom humor!!!!!!!! Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  51. Gresder sua fala seu maldito: ...........................xiiiiiiiii já acabou, me empolguei demais. Kkkkkkkkkkkkkkk

    Outra coisa antes que eu esqueça.........o meu contador de quem mais comenta no blog, esta com problemas!
    Estou falando sério......basta olhar para ele e ver, o gresder estava a poucos comentários do duduzinho, mas agora, depois de comentar tanto, ele ficou lá traz...........xiiiiiiiii vou ter que mudar de contador.......alguém ai pode me ajudar, indicando um contador que conte sem ter problemas???????????

    Também ficam comentando que nem um louco-compulsivo no blog. Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  52. Uma pergunta que não quer calar:

    Wagnão meu cumpade carica, tu ta querendo vender algum livro comentando a vida de Paulo meu véio...rsrsrs.

    Aproveita e faz um merchan...rsrsrs

    ResponderExcluir
  53. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  54. Wagner
    Eu entendi a sua proposta!
    Você é como o camaleão, se adéqua a cada situação e pessoa, ou seja, tem uma personalidade-pensante-multifacetada!!!

    Em uma linguagem mais popular, você é um verdadeiro e autentico HIPOCRITA-PENSANTE!!!!

    É como um vestir de varias roupagens, em que dependo do lugar e companhia, se veste ou se desnuda da roupagem do pensamento.

    Ou como em um teatro, em que o ator incorpora personagens fictícios.

    Mas cá entre nós amigo Wagner, qual é o seu verdadeiro EU-PENSANTE?????

    Ortodoxo, neo-ortodoxo, liberal ou neo-liberal?????

    Aguardando respostas..................

    ResponderExcluir
  55. Wagner

    Bem antes de tudo, eu quero esclarecer que estou dividindo o meu comentário ao Wagner, por causa da temática ser diferente da supracitada acima, feita a consideração inicial, vamos para o “quebra-pau-pensante”. Rsrsrsrsr


    Sua fala: “Eu afirmei apenas que mexer com passado é mexer com coisas que podem fazer muito mau no presente e prejudicaar o futuro”.


    Minha resposta: Em primeiro lugar, não dá para deletar o passado do passado, sendo assim, o que nos resta é aprender a com viver com ele, e mais poderosa e significativamente o re-significar.


    Eu sei que, dependendo da pessoa, poderá ser re-significado para o “bem” tanto quando para o “mal”, mas ai não depende intrinsecamente da re-significação do mesmo, mas sim, da motivação e objetivo do presente, e a estrutura emocional-psiquica-biologica-espiritual de cada um.


    Quer ver um exemplo?


    Uma mãe que perdeu o seu filho morto em um assassinato poderá re-significar o seu passado trágico, ajudando outras mães, consolando-as, e mais ainda, pode organizar um protesto por uma melhor segurança.


    Claro que ela também pode ficar insensível a dor de outras mães, mas ai, não podemos dizer que a culpa é da lembrança do passado, pois o passado por mais que seja passado, será sempre presente na memória-presente.


    Wagner, não dá para não lembrar do passado, a não ser que o sujeito sofra de amnésia!


    Abraços

    ResponderExcluir
  56. Respondendo ao Jair.

    Quando estou numa sala de cristãos, eu tenho que citar a bíblia. Quando estou numa sala de Muçulmanos, tenho que citar o Alcorão, Quando estou numa sala de Hindus, tenho que citar o Bagavagita.
    Quando você me ver defendendo fundamentos biblicos, é porque estou num blog cristão, que têem a Bíblia como referência.

    Não estou defendendo Paulo, só estou escrevendo sobre os textos que trazem fundamentos da exegese biblica para nossa reflexão.
    Moisés é a mesma coisa, continuo crendo que ele é uma figura que foi adaptada a cultura judaica como um libertador.

    A Bíblia continiua sendo um livro para Judeus no Primeiro Testamento e no Segundo Testamento, um livro importante para revelar Jesus.

    Eduardo,
    Eu não disse apagar o passado. Eu disse que a Bíblia manda fazer isso.
    Eu afirmei apenas que mexer com passado é mexer com coisas que podem fazer muito mau no presente e prejudicaar o futuro.

    Por isso, talvez, que algumas pessoas foram tão criticadas quando faziam catarzze (buscar no passado para tentar achar a origem de um problema presente)

    Um abraço

    ResponderExcluir
  57. Wagner, eu não entendi porque você apagou o seu comentário anterior, feito antes de minha resposta a você, e colou ele em baixo da minha resposta, justamente esse mesmo comentário.

    Se é o mesmo, porque antão você apagou?

    Não entendi

    ????????????????????????????????

    ResponderExcluir
  58. Meu amigo eu já vi até cachorro morrer quando o dono morre. Nem o bicho conseguiu re-significar o passado.
    Você está tratando sobre a resposta que cada um dá a respeito da vida, como re-significar o passado. O passado não se esquece, mas a dor provocada sim. Isso não é re-significar o passado.
    A mãe que perde seu filho, muitas vezes para não morrer abraça uma causa qualquer, e chora todos os dias pela falta do filho. E muitas morrem principalmente quando é filho único.

    Emocionalmente pode ser muita coisa, menos re-significar o passado.

    Se depende da estrutura emocional-psiquica-biologica-espiritual de cada um, é muito perigoso. Emocionalmete não é como você diz.
    As pessoas morrem de depressão aos montes, existem psicopatias que até hoje não tem cura.

    Você diz: Conviver com ele de uma maneira mais prazeirosa possível! Existem transtornos provocados por traumas profundos, que se acontecesse contigo, eu queria ver você viver prazeirosamente com o teu passado.

    Tenho um amigo que derrepente a mulher dele manisfestou sintomas de psicopatia. Ela não tem amor pelas filhas, se tiver que usar as próprias filhas para se dar bem ele usa ... mesmo se causar dano a elas. Arma um monte de coisa, dá volta num monte de gente e envolve o marido. Tem bandidos já querendo matar ela, e por causa de dívida ... o marido também é ameaçado e tem que pagar ... dorme fora de casa por quase um mês .. engana todos os familiares .. se fingiu de advogaada, e deu sumiço em toda documentação de uma vida inteira de uma senhora. Faz compras onde a familia, marido tem crédito ... e deixa a dívida e etc.

    Poderia falar muito mais. Vocês não sabem o que falam. Falar de fora é mole. A vida real não é assim.

    Um abraço

    ResponderExcluir
  59. Márcio
    O comentário estava com muitos erros.

    Só apaguei por isso

    Um abraço

    ResponderExcluir
  60. Se quiser deleta
    Dá um jeito aí, senão ninguém me pega em números de comentários

    ResponderExcluir
  61. Wagner, vou concordar com você em um ponto: remoer os acontecimentos difíceis do passado patologicamente, neurotizando a vida, pode realmente acontecer.

    Mas acontece exatamente porque esse passado não foi "resolvido" ou nas palavras do márcio, "re-significado".

    a psicanálise freudiana trabalha exatamente aí. No acontecimento passado que hoje causa uma neurose que a pessoa não sabe de onde vem.

    Somos o nosso passado: para o bem ou para o mal.

    concordo contigo que temos que nos adequar ao ambiente religioso.

    Mas só uma coisinha: pára de usar a bíblia como se a galera aqui fosse daquele tipo que constrói blog cheio de versículos bíblicos e sermões fundamentalistas.

    Moramos nas "salas do pensamento", inclusive você.

    A bíblia aqui é para ser re-pensada, re-fletida, re-lida.

    Seja crentinho nos blogues dos crentes que estão deitados no berço explêndio da ortodoxia asfixiante.

    Pára de mostrar leitinho nos blogs do pessoal da "Confraria" porque por aqui, leite dá dor de estômago.

    Agente quer comida pesada
    agente quer comer feijoada
    o tempo do leite se foi
    quem quiser beber então que beba
    Mas cuidado com a indigestão depois.

    ResponderExcluir
  62. Wagnão

    Desculpe pela demora em te responder, pois tive que sair......mas antes, eu cheguei a dar uma olhadinha......fiquei com o dedo coçando de vontade de teclar respondendo você. Rsrsrsrsrs


    Mas aqui estou, e vamos que vamos!!!!!!!!!!!!!


    Sua fala: “Você está tratando sobre a resposta que cada um dá a respeito da vida, como re-significar o passado”.


    Minha resposta: Eu dei apenas um exemplo hipotético, não disse que era para ser universalizado, pois o re-significar pode ser com significados distintos de pessoa para pessoa, mas que dá para re-significar, isto dá, não somente dá, como acontece, mesmo que não seja conscientemente proposital!



    Sua Fala: “O passado não se esquece, mas a dor provocada sim.”.


    Minha resposta: Isto não é uma contradição??
    Como pode uma pessoa lembrar do seu passado trágico sem sentir dor???
    Humanamente impossível, tanto esquecer, como lembrar sem sentir dor!!!



    Sua fala: “A mãe que perde seu filho, muitas vezes para não morrer abraça uma causa qualquer, e chora todos os dias pela falta do filho”.


    Minha resposta: É exatamente isto que eu quis dizer!!!
    Wagner você não esta misturando as coisas?????
    Será que você não conseguiu me entender????



    Sua fala: “Emocionalmente pode ser muita coisa, menos re-significar o passado”.


    Minha resposta: Wagner, não importa como esteja o estado emocional da pessoa, ela sempre, mesmo que seja inconscientemente, estará re-significando o seu passado através do presente, seja através das lembranças dolorosas ou tentando conscientemente ajudar outras pessoas que passaram pela mesma situação.



    Sua fala: “Conviver com ele de uma maneira mais prazeirosa possível!”.


    Minha resposta: A onde eu disse o que você disse que eu disse????
    Wagner não ponha palavras na minha boca!!!!!



    Sua fala: “Existem transtornos provocados por traumas profundos, que se acontecesse contigo, eu queria ver você viver prazeirosamente com o teu passado”.


    Minha resposta: Wagner eu não disse isto em lugar nenhum!!!!!
    Para de colocar palavras na minha boca!!!!
    O que eu disse, disse dizendo que temos que re-significar, eu não aprender ater prazer, numa espécie de sodomazoquismo, resignação no sofrimento.
    De maneira nenhuma!!!!!
    Sou até contra, quando uma mãe ou outra pessoa que perde uma pessoa querida, e um crentissinho vir até ela, e consola-lá dizendo para não chorar.


    Não chorar???? Mas como????? Isto é um absurdo, uma falta de sensibilidade!!!! Dizer para uma pessoa que esta chorando pela morte de uma pessoa querida, para não chorar!!!!!!!!!!



    Sua fala: “Vocês não sabem o que falam. Falar de fora é mole. A vida real não é assim”.


    Minha resposta: Pelo amor de Deus Wagner, não mistura as coisas!!!!!
    Eu apenas disse que devemos re-significar o nosso passado, mas nada!!!
    Eu não ensino e nem vou ensina a uma pessoa que esta sofrendo uma dor insuportável como reagir, nestas horas não dá para falar, o melhor que podemos fazer é chorar com ela!!!!!!


    Abraços

    ResponderExcluir
  63. Wagner agora eu entendi o porque de você deletar.....mas não concordo....imagina se o gresder fosse apagar todo comentário que ele escreve errado....vixi não iria ter nenhum comentário dele. rsrsrsrsrsrsrs

    Deixa de frescura Wagner, aqui não tem doutor, só tem um monte de meninos fazendo teologia de rua.....rsrsrsrsrs

    Deste jeito também né Wagnão, você vai ficar impossivel de ter alcançarei. rsrsrsrs

    Abraços

    ResponderExcluir
  64. Edu
    Só que não podemos tratar das mesmas coisas, e nem todos os problemas da vida necessáriamente poderão ser re-significados.
    Existem traumas, e a respeito disso, gostaria de indicar um livro do Augusro Cury(O Futuro da Humanidade, que é um excelente livro que atravez de uma linda fixão, revela perdas emocionais profundas), que não são re-significados e nunca serão.

    Para Freud, sexo resolve

    Um abraço

    ResponderExcluir
  65. É isso ai Duduzinho!!!
    Bota o Wagnão para correr......brincadeira o Wagner, tá louco....ele ainda não entendeu que aqui, ninguém usa a bíblia para ficar debatendo, como válvula de escape e autoridade para embasar as suas próprias idéias.

    Se formos usar a bíblia será raramente para re-pensarmos conceitos engessados pela teologia fundamentalista!!!!!

    Aqui o alimento é caldo de mocotó!!!!!
    Comido solida, feijoada!!!!!!!!!

    Aqui nesta “sala do pensamento”, o pessoal é da “Confraria dos pensadores fora da gaiola” .

    Ou seja, somos os C-P-F-G!!!!
    CONFRARIA DOS PENSADORES FORA DA GAIOLA!!!!!

    Abraços engaiolados. kkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  66. Wagnão tu estas online????
    Agora o pau vai comer, o bicho vai pegar, e eu vou teclar. kkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Pode mandar ai Wagnão, que eu estou aqui.....esperando.....você não é daqueles que cata milho no teclado, ou é?????????kkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  67. Wagner como tu estas demorando para me responder, eu vou responder o seu comentário feito para o Edu – até porque ele não esta aqui né. Kkkkkkkkkkkkkkk

    Mesmo que a pessoa não busque – e claro que a pessoa que acabou de perder uma pessoa querida, não irá nem pensar nisto – ela inconscientemente irá re-significando o seu passado, sabe como??

    Simplesmente vivendo o seu presente, mas com o seu passado vivo em sua vida.

    Não importa o que seja, todos nós estamos ou seremos marcados com o nosso passado, seja para o mal ou para o bem!!!

    Abraços

    ResponderExcluir
  68. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  69. Se eu li errado, vou tentar ler de novo.

    Como pode uma pessoa lembrar do seu passado trágico sem sentir dor???
    Humanamente impossível, tanto esquecer, como lembrar sem sentir dor!!!

    Claro que pode! Pergunte, se informe.


    Minha resposta: Eu dei apenas um exemplo hipotético, não disse que era para ser universalizado, pois o re-significar pode ser com significados distintos de pessoa para pessoa, mas que dá para re-significar, isto dá, não somente dá, como acontece, mesmo que não seja conscientemente proposital!

    Não é possível com todos!

    Com relação ao resto, foi só erro na minha leitura.

    Um abraço

    ResponderExcluir
  70. Wagnão meu camarada
    Não se preocupe que erros acontecem, e você com certeza irá sim, re-significar o seu passado de erros de interpretação, lendo de novo o meu texto. Kkkkkkkkkkkkk

    Pelas poucas pessoas que eu conheço, não conseguiram até hoje, lembrar do passado trágico sem sentir dor.......

    É como um pregar de prego na madeira, você pode arrancar de lá o prego, mas a marca vai continuar!!!!

    Abraços

    Obs: Tú estas malandro que nem o Jairzão heim.....mais desse jeito já é muita cara de pau....comentar duas vezes repetindo o mesmo comentário.......só você mesmo heim Wagnão. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  71. Marcio
    existem situações que não se aplica. A vida, os hospitais psiquiátricos, os presídios e os semitérios estão cheios de exemplos de pessoas que não conseguiram re-significar, e apenas mexer com isso pode representar um perigo muito grande, a ponto da necessidade de um proficional e o consumo de remédios de controle.

    ResponderExcluir
  72. Wagner
    Desculpe a minha demora em te responder, pois estava lá no blog no gresder, chamando ele para a briga. Rsrsrsrsrs

    Eu sei que para uma pessoa que acabou de perder um ente querido, ela não vai querer saber de filosofia, de ensinamentos, mas com o tempo, mesmo que seja inconsciente e não querendo, ela vai se decidir viver, re-significando o seu passado mesmo sem perceber.

    Eu sei que existem casos extremos em que não se aplica tal significado de re-significar, pois tais pessoas desistem de viver, mas até mesmo nestes casos, em que a pessoa chega ao extremo de tirar a sua própria vida, ela não esta de alguma maneira, re-significando o seu passado, fazendo um grande mal no presente a si mesma???

    Ou seja, vamos rodar em círculos e chegar no mesmo lugar...............RE-SIGNIFICANDO O PASSADO, VIVENDO O PRESENTE PARA BEM E PARA O MAL!!!!!

    Abraços

    ResponderExcluir
  73. Não concordo que signifique re-significar. Mais tudo bem ...
    Isso é uma heresia mesmo.

    Um abraço

    ResponderExcluir
  74. Wagner Wagner tu és um heretico mesmo!!! rsrsrsrs

    Cara eu confesso a você que não imaginava que uma simples postagem iria dar o que comentar.....

    Não foi minha intenção (pelo menos desta vez. rsrsrs) criar polêmica.

    O texto tenha uma idéia simples, não sei o que houve para ser tão debatido assim.

    Mas....como diz o Duduzinho que aqui é uma "confraria dos pensadores fora da gaiola", não poderia dar outra.

    O nível dos debatedores nesta "sala do pensamento" é altíssimo, um dos maiores, se não for o maior da blosfera, estão todos, sem exceção, de parabéns!!!

    Obrigado a cada um que comentou!!!

    Pois a nossa "sala do pensamento" é a extensão da sala de cada um de vocês!!!


    Abraços e obrigado novamente a todos!!!

    ResponderExcluir
  75. Que obrigado o que muleque, cade o livro que vc me prometeu?...rsrsrsr

    ResponderExcluir
  76. Wagnão amo-te, nos encontraremos em outras postagens, e lá no céu também...Com Abraão, Isaque, Jacó, Moises, Judas Iscariotes, Paulo...

    ResponderExcluir
  77. O Wagnão fiquei muito curioso e gostaria de lhe propor; Faça uma postagem re-significando o seu passado, tenho certeza va bombar de comentarios...rsrsrs

    Abraços re-segnificados.

    ResponderExcluir
  78. O Jairzão que negocio é este de ficar tirando uma onda com a cara do Wagnão???!!!!

    Tu tens que respeitar o barba-de-Arão-ungida!!!!!!

    E eu que estava te defendendo, pô Jairzão, assim não dá meu!!!!

    Deixa o Wagner entrar aqui e ai você vai ver o que é bom para tose.......o bicho vai pegar, o pau vai comer, e eu só quero ver. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Outra coisa, eu não prometi nada de livro para ninguém, foi o Edson quem prometeu, que a pessoa que mais comentasse iria ganhar um livro, e ainda por cima, a pessoa e quem vai escolher o livro que quer ganhar.
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Abraços

    ResponderExcluir
  79. Pô Jair, aí você já tá exagerando! Rsss

    Dizer pro "Wagão" que se encontra com ele lá no céu?

    O quê? Judas vai estar lá também? KKkkkkk

    Depois não reclama quando ele pega no seu pé!

    ResponderExcluir
  80. Marcio! Não cai nessa do Jair não mano!

    Ele tá usando a mesma tecnica que eu usei com o Gresder lá no Cristianismo a-religoso.

    Não tem livro nenhum vagabundo!

    Se queser ler vai comprar lá na livraria do Wagner...Uma das maiores do Rio de Janeiro, com um atendimento diferenciado...cafezinho enquanto escolhe livros...poltronas reclináveis para os que gostam de ler diretamente na libraria...e outros atrativos que não caberia colocar aquí.


    Viu só Jair?

    Fiz propaganda pro Wagner!Rsss

    ResponderExcluir
  81. Vocês são tudo desviados (não sei de que), mais são.
    Só vou oferecer café para a Paulinha e mais ninguém. Desculpa Gresder!
    Como eu não quero morar no céu mesmo, vou ficar por aqui mesmo, viu Jair! Espero ver todos vocês por aqui hahhaha

    Um abraço a todos

    ResponderExcluir
  82. A não! Oitenta e dois comentários! Ô Edson posta um novo texto ai que assim não vale.

    O Jair cria vergonha nessa cara e faz um só comentário.

    ResponderExcluir
  83. Gresder só para não te humilhar mais, eu vou pedir para que o Edson, pelo menos desta vez, "quebre as regras" e coloque a sua nova postagem agora, pois o combinado e deixar uma postagem pelo menos por uns 4 dias.

    Mas como você está implorando, e eu não suporto choror de criança, EDSON COLOCA A SUA NOVA POSTAGEM AI MANO!!!!

    Mas lembrando que acredito, que a nova postagem do Edson vai ultrapassar em quantidades de comentários, essa minha postagem.

    E olha Gresder, que foram 83 comentários em apenas dois dias.....não, você não me escutou...vou gritar para você ouvir.....ESTÁ MINHA POSTAGEM, APENAS EM DOIS DIAS, TEVE 83 COMENTÁRIOS!!!!!

    Como já falei Gresder, e vou repetir, você pode escrever com melhor desenvoltura os seus textos, mas os meus são muito, infinitamente, muito superior aos seus em materia de popularidade.
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Toma seu vaidoso.....você se ferrou.......agora quem é que está por cima e por baixo???!!!!kkkkkkkkkkkkkkk

    obs: Agora com o meu comentário serão 84 comentários. kkkkkkkkkkk

    Você tem que comer muito arroz com feijão para, se quiser, em pensamento pensar em chegar perto de mim!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Abraços vaidosos seu vaidoso!!!kkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  84. Morra de inveja seu vidoso de uma figa!Kkkkkkk

    85 agora! só tá piorando.

    Só posso postar quando meu sócio me autorizar. Mas o texto já está prontinho.

    ResponderExcluir
  85. Ops! Estou autorizado!

    Era a deixa que eu queria.

    85

    ResponderExcluir
  86. EDSON COLOCO LOGO ESSA MERDA DE POSTAGEM.
    Eu não aguento ver o choro de perdedor do invejoso do Gresder.
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  87. 89, Pô pessoal assim não vale...rsrsrsrs

    ResponderExcluir
  88. ô jairzinho, assim não vale pô!!!
    Esta postagem já era, já deu o que tinha que dá.....

    Agora vamos nos concentrar na postagem nova do Edson, que esta, simplesmente MAGNIFICA!!!!!

    Abraços

    ResponderExcluir
  89. Marcio!
    Não sabia que você congregava com o pr. Ricardo Gondim!
    Cara! Fui lá no ano passado num período em que ele estava pregando no livro de Oséias num domingo de manhã na ceia!

    Meu Deus deu vontade de chorar de alegria!
    Ele entrelaça varias ciência transita na psicologia, antropologia e sociologia como ninguém, e ainda humilha os pobres mortais com recheios de poesia!

    Sinceramente ouvi-lo pregar foi um presente de Deus no final ainda tirei uma foto com ele! Oh! Glória!

    Tenho mais de 300 mensagens dele no meu PC, leio muitos livros da bibliografia que ele posta no site, numa quantidade menor é claro ele lê demais! Rsss.

    O meu primo (primo da minha esposa) trabalha no som da igreja, o pessoal chama ele de “Betão”! Não sei se você conhece, ele lidera um grupo familiar.

    Quanto a sua pergunta, acho que eu é que sou o mais doido, porque conhecendo um pouco a psique do povo, onde eu mesmo nasci na fé, tento trazer algumas “revelações”, porém um pouco devagar, na realidade sou professor do instituto Bíblico de Campinas, http://www.ibicamp.com.br/
    Sempre dou uma recheada nas mensagens, mas de leve, afinal não se pode dar “feijoada” para quem não tem estrutura de digerir não é? Mas se for alimentando aos poucos... Ai vai! Hahahahahahaha.

    Agora Marcio quando eu encontro alguns “metidos a teólogos”, com sua orto-doxa-latria, ai sim o negócio pega! Entro de sola! Sem misericordia! Hahaahahahahahah.

    Escrevi algumas mensagens bem resumidas e logo estarei postando no blog!
    (Qualquer semelhança com algo que você ouviu ou leu não terá sido mera coincidência. Hahahahahahaha).

    Abraço!

    ResponderExcluir
  90. J. Lima

    Não é a toa que, nossas idéias são muito parecidas – apesar de que, não posso me comparar á você, pois reconheço que tu conheces coisas (filosofias) que ainda (por enquanto viu. Rsrs) desconheço.

    Também muita coisa do que li foi indicação dos textos do Gondim, pois ele nunca escondeu as fontes de onde ele bebe água – só que não dá para acompanhar o ritmo dele, o cara leu e Le demais, fala sério!!!!!

    Pra mim o cara já entrou para a história dos imortais, pois está revolucionando o cristianismo dos cristãos evangélicos.

    Falando da sua vinda para São Paulo o ano passado, o Gresder virá para a minha casa este final de semana, sei que está muito em cima da hora, mas te faço um convite, de vir com ele e ficar hospedado aqui em casa, já chamei vários estudiosos, e iremos fazer uma espécie de concilio da “confraria dos pensadores fora da gaiola”, claro que não será a mesma coisa, pois o nosso líder Eduardo Medeiros, não poderá vir, mas desde já fica o meu convite a você, meu amigo J. Lima.

    Há em relação a você escrever alguma coisa semelhante a que eu já li ou ouvi, eu digo o mesmo pra você. Hahahahahahahahah

    Só não vale falar para os caras as minhas fontes, e eu não falarei a tua, pois se falar a minha, estará entregando a sua fonte também. Hahahahahahaha

    Abraços

    ResponderExcluir
  91. Caracas!
    Marcio tu é esperto hein?
    Isso pode ser chamado de pacto de silêncio!
    Não é uma aliança que um visa o bem do outro, mas que ao zelar pelo bem do outro estará zelando pelo próprio bem! Hahahahahahaha.

    Por isso já disse e outra vez digo: "Na esfera da humanidade não existe relacionamento altruísta de pureza", pois até o amor que damos ao outro isso em qualquer esfera de relacionamento, tem inconsciente o “retorno do amor da pessoa a que damos...”

    Quem quiser comprovar, basta ver os relacionamentos, que sofrem rupturas devido ao outro não dar “retorno a fidelidade” que recebeu... Isso é na realidade um "amor de troca" Hahahahahah, visto que “È de troca não pode ser denominado amor! hhahahaahha (já tá saindo mais um artigo!!!!Você que me deu a dica lembra?)

    Pois só poderá ser chamado de amor se não houver nenhuma expectativa de retorno, seria o mesmo que dar o pão de honra par Judas, mesmo sabendo que seria traído por um beijo, dar-se ia origem a mudança de significado onde a expressão de afeto camuflasse a traição, mesmo assim receber o beijo e lhe dar o coração, mesmo quando se tem roubado a sua vida!(O Glória. Hahahahahah).

    Marcio vou parar por aqui para rechear esse artigo com algumas termos da psicologia apimentada Jungiana e uma pitadas de Nietsche com cereja de Paul Tillich. Hahahahahaha futuramente vou postar ok? Você tem razão comentar post dos amigos é fonte de inspiração para novos textos.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  92. J. Lima

    Antes de adentrar nesse seu “desvaneio desvaniado do amor amoroso amado de amor” (rs), quero lhe chamar a atenção!!!!


    Você aceita o meu convite ou não, de vir para cá ou não, juntamente com o Gresderzinho ou não???? rsrsrsrss


    Em relação a o “amor” que pensamos ter e que damos para o outro, de fato, não passa de reciprocidade, pois amamos quem nos ama ou quem queremos que nos ame, pois se não nos amassem ou não pensassemos que não nos amariam, não amariamos sem ser amados ou desejando ser amado.


    Por isso que o amor-amor como oferta sem recompensa, é um processo de uma vida inteira, onde neste processo, aprenderemos a amar a pessoa com quem se ama com amor de ofertarmos a nossa vida, valorizando a vida do outro como a nossa, daí a frase amar a o proximo como a ti mesmo poder de fato, ser cumprinda somente neste ponto.


    Então neste processo de apredizagem do amor sem interesses que é na verdade o último estagio (claro, se o amor tiver estagio, ou se o amor amor só for amor si sendo amor sem interesses) do amor.


    Logo podemos dizer sinceramente e conscientemente que amar ao próximo, esposa (o) e até Deus, só será possivel no final da trajetoria das nossas vidas, pois o amor sendo amor só é amor se construido, logo, não podemos afirmar honestamente que amamos o outro como nós mesmos, pois, sempre vamos nos relacionar esperando nos beneficiar, até que venhamos na construção do amor, aprendermos a amar como fim em si mesmo, ai sim, poderemos de fato dizer que amamos Deus, esposa (o) e ao proximo como a nós mesmos ou mais ainda.


    J. Lima você meu deu inspiração e criatividade para escrever e desenvolver este comentário que futuramente poderá vir a si tornar postagem, claro, dando umas melhoradas. Rsrsrsrsrs


    Abraços reciprocos até eu conseguir te abraçar sem reciprocidades, vai demorar um “pouquinho”, mas podemos e deveremos chegar lá, no processo naturalmente natural da caminhada do e pelo amor. rsrsrsrsrsr

    ResponderExcluir
  93. Marcio.
    Infelizmente já tenho compromisso para o fim de semana...

    Vou pregar no sábado e no domingo!
    Quero aproveitar que por enquanto ainda me convidam para pregar! hahahaahahha.

    Mas com a graça de Deus não vai faltar oportunidade de nos encontrarmos e tomar um bom vinho!(ops...que pecado desejei cometer!)

    Abraço.

    ResponderExcluir
  94. J. Lima não sei quem é mais louco, se é a igreja que te convidou, ou é você por ter aceitado, pois com suas heresias, você vai ser queimado vivo. hahahahahahahahah


    Pode ficar tranquilo, pois não faltaram oportunidades.


    Ai é que você se engana, pois o Edson é garçom especializado em sumilier (nem sei se assim que si escrever. rsrsrs), ou seja, o Edson conhece muito e mais um pouco, pois ele trabalha com vinhos!!

    Esta até combinado, dele trazer vinho para minha casa deste finall de semana.

    Abraços

    ResponderExcluir

Deixe a sua opinião.

Mesmo que você não concorde com nossos pensamentos, participe comentando esta postagem.
Sinta-se a vontade para concordar ou discordar de nossos argumentos, pois o nosso intuito é levá-lo à reflexão!

Todos os comentários aqui postados serão respondidos!